quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Pérolas Escolares (não podia deixar passar)

*O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do monte.*

(Claro! E foi por causa do peso que demorou 100 anos a subir o monte!)

*A HISTÓRIA divide-se em 4 Eras: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje*

(A Futura é particularmente estudada pela "Maya". Garantido.)

*O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra! *

(Ups! Até eu me vi atrapalhada para fazer o cálculo. Imaginação tem ele... vai ser matemático de certeza. Portugal precisa de matemáticos com imaginação.)

*Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele 'amanda' uma foto eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.*

(nada mal pensado. Somos uma máquina fotográfica em potência e em funcionamento contínuo)

*O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes! *

(acho que faltam os Azuis!! Mas esses com, a cena do apito dourado, andam em fuga)

*Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.*

(entende-se agora a prestação de Portugal nos jogos olímpicos!!!)

*O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não ouve mais nada.*

(Claríssimo!! Se passou a barreira o som quando chega já ele passou, por isso não o ouve. Será?)

*O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.*

(Assim, de momento, acho que hoje em dia basta verificar se o coração parou ou se respira... quer dizer... digo eu... mas pelo sim, pelo não, que se faça o teste do carbono 14. Se os gajos do CSI descobrem... Ui, ui...)

*O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0*

(E antes foi o Pedro -1, já agora...)

*Em 2020 a Segurança Social já não tem dinheiro para pagar aos reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.*

(São uns chatos os velhos! Se o Sócras topa o "jogo" deles...)

*O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas que está muito sozinho.*

("Tadinho", espero que não tenha medo do escuro ou das trovoadas...)

*Na segunda guerra mundial toda a Europa foi vítima de uma autêntica barbie!

(Queria dizer, decerto, barbárie! Ainda não existiam os Morangos com Açúcar... aí então é que seria lindo, e não seria a barbie a levar a melhor!)

*O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho muito perigoso.*

(Nem sei que diga... se a protecção dos animais descobre, estamos todos tramados)

*A Terra vira-se nela mesma, e a esse difícil movimento chama-se arrotação.*

(Com licença...)

*Lenine e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.*

(Exactamente, principalmente o Stalone)

*Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.*

(Cum caraças!)

*A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos icebergs.*

(Claro, nem a experiência podia ter sido feita de maneira diferente; tinha de ser usado um dos animais mais agressivos que se conhece)

*Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.*

(NÃO tentem fazer isso em casa, pode ser perigoso... pelo menos complicado! Pelo sim, pelo não, peçam esclarecimentos ao futuro professor catedrático de análise matemática)

*A água tem uma cor inodora.*

(Uau! Já gosto muito dessa cor. Gosto sim.)

*O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.*

(Chatice, já ninguém vai querer aderir ao MEO...)

*O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.*

(Obviamente que sim. Tinha algum jeito o contrário, e aposto que foi um alentejano que teve essa brilhante ideia)

*Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.*

(Fantástico! Ao nascer, podem escolher... viva a liberdade de escolha!)

*Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa qualidade.*

(Racista... querem ver que só os fabricados na China é que são bons não?!)

*A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.*

(Todos os dias me cruzo com baleias a atravessar o rio Sôr. É tão giro...)

*Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus. *

(Não consigo ter palavras, nem quero pensar o que diria ele sobre a actual lei do aborto)

*A princípio, os índios eram muito atrasados mas com o tempo foram-se sifilizando.*

(Tal qual como quem escreveu isso. Digo eu... cheia de esperança!)

*A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.*

(Pergunta que não quer calar: quantos planetas tem o mundo?)

*A Latitude é um circo que passa por o Equador, dos zero aos 90º.*

(O circo 'por o Equador'... Os "circos" deste são mais pequenos que o habitual, mas está bem, é uma opinião a ser estudada!)

*Caudal de um rio, é quando um rio vai andando e deixa um bocadinho para trás!*

(É claro. Caso contrário ficava vazio depois de passar. Deve ser uma das formas de não se perder...)

*Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai completamente molhado. *

(Bravo! Não há dúvida nenhuma!)

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

"Aquilo que guia e arrasta o mundo não são as máquinas, mas as ideias."

Hoje no meu caminho do trabalho para casa na hora de almoço passei por uma carrinha de transporte, daquelas tipo mudança, e li esta frase, durante o resto do dia não a tirei da cabeça. Pareceu-me daquelas coisas que nos aparecem estilo tiro vindo sabe-se lá de onde e nos atinge sem nos darmos conta, qual raio fulminante no meio do campo em dia soalheiro.

Vinha eu nos meus pensamentos, naqueles em que vejo e revejo o que devo fazer para mudar a minha vida e aparece-me isto do nada... Não sei qual a marca da carrinha, não sei o sexo da pessoa que a conduzia, não sei qual a empresa, não sei se tinha algo mais escrito, apenas fiquei com esta frase.

As ideias criaram as máquinas, as ideias vieram dos homens, tivemos a força necessária para ir evoluindo, acredito que com uma ajudinha de Alguém, por isso eu terei a força necessária para ir em frente... Onde estou é, segundo a teoria, onde quero estar, onde estarei só eu e Deus poderemos dizer. Eu estarei onde estou melhor, eu serei o que puder ser melhor...

Já agora, a única coisa que fiquei a saber é que a frase é de Victor Hugo, pesquisei ;)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Esse sítio és tu

Um pouco de tudo no meio do nada enquanto te perdia sem saber que o fazia... Encostados no meio de nenhures, de costas voltadas para o que foi, deixamos que o que poderia ser se apoderasse de nós sem ainda o ter sido na realidade. Como filhos do eterno povo descontente que tanto procura e nunca encontra, deixamo-nos levar por algo que se anseia e ao qual nunca se chega.

Perdi-te ali no meio, no meio onde te podia alcançar, fugiste enquanto procuravas, foste onde nunca encontrarás. O encontro vai sair d'aí de dentro, bem do fundo, do sítio de onde querias fugir. Mas sabes uma coisa? Desse sítio não podes fugir, esse és tu em todo o esplendor, esse és tu como pessoa que muitos desejariam ser.

Não fujas do que és, melhora-te apenas.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Fernando Pessoa

"Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre. Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, constantemente se nega, se furta à vida."

Mas que bela definição do que neste momento se vai passando. Hoje, mais do que nunca, o que é deixa de ser num piscar de olhos, o que foi deixa de estar presente, o que se sente muda constantemente. Tornamo-nos "fast" em tudo e não apenas na comida... Gostava de encontrar o conceito de "slow" para poder voltar a apreciar o que de belo nos rodeia a todos.

Repararam na beleza do inverno?

domingo, 4 de outubro de 2009

Como, no meio de tanto que supostamente aprendi, me consigo sentir tão pequena, burra e insignificante ao lado de certas pessoas? Dêem-me ao menos a inteligência de me aperceber disto!
Sinto que ainda tenho tanto que apreender...

Civismo

Já tive o privilégio de conhecer várias cidades europeias, cidades com grande densidade populacional, multi culturais e multi raciais, passeei por elas todas, percorri-as com os meus pésinhos, adorei conhece-las... Cada uma delas tem o seu encanto, o seu perfume, a sua história. Mas de tudo o que vi e conheci há algo que me prende a atenção, todas estas cidades têm uma limpeza que não se vê nas nossas.

Falo não só pelo facto de nelas não existirem papeis no chão, pontas de cigarros, publicidade em tudo quanto é carro, de se conseguir vislumbrar edifícios restaurados e tratados, sem grafitis (e quando os têm, são quase sempre propositados e lógicos) e encantadores. Será essa diferença resultado de educação, cultura, ou algo mais?

Portugal tem cidades belas, cidades inigualáveis, mas hoje reparei que para colocar um papel no lixo tive que andar 1km até encontrar o devido lugar, enquanto que em outro lugar do mundo se quisesse colocar algo no lixo apareceria o local correcto como por magia.

A diferença são as pessoas, o clima, a educação, a gestão, os governantes. Há quem desespere e acabe por deitar o papel no chão, há quem aguente e anda kms para o deitar e há quem, como eu, que vai inundando a mala com esse tipo de coisa!

Quel semaine!!!!!!!!!

Esta semana foi das piores que tenho vivido nos últimos tempos... A nível profissional quase que era melhor ter tirado férias, o que fiz e ZERO é quase a mesma coisa, pior porque o que fiz ainda deu para stressar o resto do pessoal todo... A nível familiar, ainda é aquela, são família vão aturando sem dizer grande coisa (além disso eles também não são santinhos :p), sem contar que o tempo passado com eles cada vez é menor.

Emocionalmente é que me deixou de rastos, não consigo, não quero, nem vou descrever o que se passou. Bola para a frente que não é a jogar à defesa que se ganham jogos, apesar de ajudar!

Depois de uma semana como esta que faço eu para recuperar? Quem me conhece sabe que existem duas soluções para tal... Ou me fechava completamente em casa (coisa que acontece uma vez em cem) ou disparatava do início ao fim. Sexta: jantar, karaoke e Sardinha; Sábado (sem dormir é claro): trabalho de manha, dormir à tarde e sessão dupla de cinema à noite; Domingo: acordo de manhã cedo, calças de ganga, t-shirt, sapatilhas, carro e fui até ao Porto! Passei o dia a andar, subir e descer escadas, explorar aquelas ruas sinuosas onde parece que o tempo não passou. Mas principalmente passei o dia comigo...

Amanhã é feriado e ainda não sei o que fazer, mas sei que algo vai ser. Posso não te conseguir esquecer tão cedo mas consigo não parar até ao dia em que o fizer e não sentir a tua falta!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

As músicas!!!

Estas duas músicas querem dizer muito no meu imaginário, no significado que dou ao que ocorre à minha volta. A canção, mais propriamente o "Justo Agora", que me faz lembrar o sorriso mais bonito que vi nos últimos tempos, recorda-me tudo o que temos de arriscar para no final pouco ou nada ganhar.

Não poderia ser mais directa, não poderia demonstrar mais, a não ser que pense que apenas brinco. Não sei no que isto vai dar, não sei se dará alguma coisa, só sei que me decidi a arriscar na altura em que soube que mesmo ganhando muito, nunca ganharia o suficiente. Ouvi um sim dentro de mim mas quando me virei era silêncio absoluto, neste momento já duvido do que vi, do que ouvi e do que entendi.

video

video

Feliz por vos conhecer

Em cinco meses consegui o que não conseguia há dois anos, em cinco meses encontrei duas pessoas que me marcaram para sempre... Não me apaixonei por elas, não sofri, mas senti-as, dei-lhes vida dentro do meu coração e agora, para sempre, farão parte da minha vida. Não sou menina de chorar, nem de ficar pelos cantos, simplesmente sou menina de me deixar cativar, não por tudo e qualquer coisa, coisas únicas, coisas lindas, neste caso, pessoas.

Um, uma presença que enche uma sala, o outro, um sorriso que alegra qualquer dia. A um associo a canção "Accidentally in Love" dos Counting Crows, a outro o "Justo agora" de Adriana Calcanhoto. Um escapa-se pelas minhas mãos e eu cada vez mais não consigo segurar, o outro, mesmo sem segurar, já voa para longe, para onde não o posso encontrar.

Obrigada Pedro pelo que me ensinaste e ensinas, por me teres feito evoluir.

Obrigada Hugo por esse teu sorriso que me faz sentir única.

domingo, 13 de setembro de 2009

Pontos de vista

"Vinte homens a atravessar uma ponte
Em direcção a uma aldeia
Representam vinte homens a atravessar vinte pontes
Em direcção a vinte aldeias..."

Não podem os estados, os educadores, os religiosos, esperar que todos vejamos as coisas da mesma maneira, isso seria meio caminho andado para o descontentamento e rebelião.

O que afasta o povo da ditadura, do absolutismo, da religião? Não me peçam para pensar da mesma maneira que todos, sou única e vejo as coisas unicamente. Alguém disse o que em cima se encontra escrito e não poderia ter mais razão!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Nostalgia

Algumas imagens de Braga que merecem ser lembradas.

Vive!

Trabalha como se não precisasses de dinheiro,
Ama como se nunca tivesses sido magoado,
Dança como se ninguém te estivesse a ver,
Canta como se ninguém ouvisse,
Vive como se a Terra fosse o Paraíso!

Simplesmente VIVE!

As multas!

Ao lado da loja, não bem ao lado, mas um pouco a baixo, existe um talho e os senhores desse talho têm aversão a todos os carros que não os deles, mas lá vão deixando, os nossos e os deles estacionados no meio,antes, depois e em cima de duas paragens que lá existem.
Em determinados dias, dias que eu ainda não consegui identificar por falha, existe descarregamento no talho, e então é o ver... Os carros dos senhores do talho nem vê-los, os nossos lá andam, mas por pouco tempo... Por volta das 9:30 aparecem os senhores polícias e é a caça à multa, os comerciais saem da reunião a correr e toca tudo a ir estacionar o carro num outro sítio, muitas das vezes também proibido, mas longe da vista dos agentes da autoridade.
Quando acaba o descarregamento no talho é o camião a desaparecer, juntamente com os homenzinhos fardados de azul, os carros dos senhores do talho a aparecer e os nossos também. Nossos carros é como quem diz, porque o meu, esse, fica em casa, que não são 15 minutos a pé que me matam, e prefiro isso ao desgaste de arranjar estacionamento ou de andar a fugir às multas...
E ainda vos irei falar do Exmo. Vizinho, sim, esse que apenas gosta do carro dele, mas fica para a próxima!

domingo, 6 de setembro de 2009

Just a little bit confused...

domingo, 23 de agosto de 2009

Idade

Quando é que nos começamos a sentir mais velhos? Eu vou dizer quando, há menos de uma semana, me comecei a sentir mais velha.

Férias, praia, água, calor, noites, vento, concertos de verão... Eu e a minha irmã mais nova, 11 aninhos feitos há uma semana, vamos ver/ouvir o concerto de Rui Veloso, enquanto eu estou ali toda divertida e canto, na minha linda voz, todas as músicas, ela do alto (ou baixo) dos seus 11 anos, em quase todas as músicas diz "Não conheço!". Conhecia o "Primeiro Beijo" e, miraculosamente, "Chico Fininho"...

Com a idade dela delirava a ouvir o "Não há estrelas no céu", troteava ".. tu eras aquela que eu mais queria..." e muitas mais... Decididamente a idade já avança, mas foram anos bem passados!

Chico fininho uh uh, Chico fininho...

:p

De volta!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

De férias até 23 de Agosto!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Completamente fora daqui...

domingo, 26 de julho de 2009

O que sou eu - categorias

O que sou eu? Uma filha, uma irmã, amiga, coordenadora, árbitro de basquetebol, namorada... Mais alguma categoria? Hoje li que todos queremos ser únicos sem ser diferentes, querendo integrarmo-nos numa categoria, termos pares...

Uma novidade caros amigos, as categorias não nos definem, o que fazemos não é um terço do que somos, a forma como somos vistos pelos outros muito menos. Existem pequenas e infinitas coisas que nos fazem ser únicos, diferentes, especiais, e nenhuma dessas coisas é uma das que usamos para nos definirmos aos outros.

A forma como andamos, como rimos, como reagimos, como vejo a paisagem, como choro, como me preocupo, como adoro... Pequenas coisas, coisas insignificantes em que cada um de nós é apenas ele/ela próprio/a.

Não pretendam encaixar-se numa categoria para agradar porque isso nunca será o que somos, apenas o que os outros querem ver!

O único prémio que procuro é ser feliz!

Alexandre O'Neill

... e cada um por seu caminho havemos de chegar quase todos a ratos.

A rato não pretendo chegar... A minha marca será maior que isso!

sábado, 18 de julho de 2009

Favoritos!!

Quem se lembra destas belas personagens?! Hoje estou nostálgica :p
Tio Patinhas
Ana dos Cabelos Ruivos
Flash Gordon
Calvin
Lucky Luke
Mafalda
Tom Sawyer

Quase - Luís Fernando Verrissimo

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.

É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.

Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

domingo, 5 de julho de 2009

Alexandre - Saudades!

Este é o post que eu não queria escrever, aquele que me desperta para algo que não queria que acontecesse, o que me faz, definitivamente, acordar e tomar consciência que o Alexandre já não está connosco!

Amigo, quão egoístas fomos nós que em tanto tempo de doença não te conseguimos ver? Quão egoístas fomos nós que seguimos as nossas vidas apenas com a ideia que te encontravas numa cama de hospital e não com a lembrança? Não me posso culpabilizar pelo que se passou, não nos podemos martirizar por não te termos ido ver, pelos teus últimos meses de vida nos terem passado ao lado, simplesmente nos podemos martirizar pelos outros todos que não podem voltar, que não podem acontecer...

Faz amanhã um mês mas é como se tivesse sido hoje, faz amanhã um mês e só agora me consegue entrar na consciência... Cada dia, cada hora, o não estares cá é mais penoso do que quando estavas mas ausente. Não quero pensar apenas em mim, penso em ti meu amigo, na vida que levaste, no que sofreste, em todas as dificuldades que passaste e acredito que deixaste a tua marca em muitos de nós. Tinhas os teus defeitos, as tuas manias, mas foste sempre mais corajoso do que muitos de nós.

Não te dou só valor agora que não estás e sempre o soubeste, a minha/nossa estima por ti sempre te foi apresentada. Não foste, não és nem nunca serás apenas mais um, serás sempre único para quem conviveu contigo, a quem te mostraste um pouco.

Não estás mas estarás para sempre e um dia, num belo dia, voltaremos a encontrar-nos, voltaremos a estar todos juntos a rir, a brincar, a aproveitar!

Deixas mais saudades do que as que poderias imaginar!

Um dia Amigo, um lindo dia quando nos voltarmos a encontrar!

Saudades, Alexandre...

terça-feira, 30 de junho de 2009

Que grande sonho!

Depois de aqui ter escrito as 10 coisas que mais odiava nas pessoas, seguindo-se 10 das coisas de que gostava, apercebi-me que existem enumeras e mínimas coisas que me fazem adorar as pessoas que me rodeiam e com essa descoberta veio a de que estou diferente. Sou uma pessoa diferente! Antigamente via tudo pelo lado negativo, hoje vejo as coisas sempre pelo lado positivo, rio-me para a vida e ela ri-se de volta!

Não estou feliz por estar apaixonada, apesar de o estar, estou feliz porque me sinto bem, não por causa de uma pessoa, mas por um conjunto de pessoas, de circunstâncias, por estar bem comigo, por finalmente ter conseguido perceber o que quero e para onde vou. Ter um caminho traçado e não precisar da influência de ninguém para o seguir, não preciso da opinião, das críticas, dos julgamentos, apenas preciso que esteja lá quem está, não no fim mas de lado.

Há pouco mais de um mês tive que responder a uma simples pergunta: "Qual o seu sonho?", resposta: "Não tenho sonhos!". E não os tinha, não os sentia como meus, mas como sonhos de outras pessoas. Hoje já os tenho, hoje já um concretizei, hoje luto pelos de amanhã e luto sempre pelo derradeiro, por aquele que se tornará realidade na hora certa, por aquele que me fez ver os outros todos. Não preciso dele para ser feliz, mas sei que é para ele que caminho sem medo ou hesitações, não como um fim ou objectivo último, mas como algo que tem que acontecer. Ainda estás longe de o perceber mas já sentes que algo te prendeu. Queres sem saber e não podes fugir.

A nossa sorte está meia escrita e meia por escrever. As coisas acontecem por uma razão mas não nos devemos deixar dormir na sombra da bananeira. O meu sonho chegou sem avisar, foi insinuando-se devagarinho, até se instalar por completo e ganhar forma. Agora apenas tenho que o cultivar para se transformar realidade. A pedra no caminho aparece mas é transposta, ensina-me a esperar, a aguentar, dá-me forças e chego lá.

Com este sonho vejo a vida cor-de-rosa, acordo com um sorriso nos lábios e mantenho-o durante o dia. Tudo tem uma razão e a razão que pôs este belo sonho no meu caminho é para ser tida em conta...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sara

Simplesmente para a menina Sara. Porque é capaz de achar toda a gente riquinha mas não consegue acreditar que este é o meu Blog!

domingo, 28 de junho de 2009

Ten things I love in people!

Depois das dez coisas que odeio (pronto, não gosto) nas pessoas, não poderia deixar de enumerar as 10 coisas que mais gosto nelas. São 10 coisas mas podiam ser 20, 30, mil, as mesmas que os múltiplos momentos de prazer que me conseguem proporcionar.
  1. Simplesmente existirem;
  2. Fazerem-me rir;
  3. Não criticarem o que eu faço, apenas apoiarem-me;
  4. Gostarem de mim e demonstrarem-no;
  5. Saberem chamar-me a atenção quando ultrapasso os limites do respeito;
  6. Não dizerem o que quero ouvir mas o que preciso de ouvir;
  7. Darem-me mimos;
  8. Dançarem comigo até me doer os pés;
  9. Falar, falar, falar de tudo e nada pela noite fora;
  10. Estarmos lado a lado sem duvidas nem medos, estarmos ali seguros do que nos liga uns aos outros.

Tantos mais poderia eu escrever, tanta coisa podia ser dita. Gosto de vocês porque são simplesmente vocês...

Luv u all!

Ten things I hate in people!

Existem coisas que nos chateiam, existem coisas que vamos aguentando e outras que simplesmente odiamos. Dez coisas que odeio nas pessoas e me deixam completamente fora de mim:
  1. Dizer que ligam e não ligam;
  2. Pensar que estamos todos felizes só porque elas o estão;
  3. Acreditar que o que fazem não tem influencia na vida das outras pessoas;
  4. Brincar com algo sobre o qual nós pedimos inúmeras vezes para não fazer;
  5. Descarregar o seu mau humor sobre nós;
  6. Não verem que às vezes apenas precisamos de estar sozinhos;
  7. Não saberem o quanto nos fazem sofrer com algumas palavras;
  8. Acharem que têm sempre razão e devemos seguir o que elas pensam;
  9. Terem normas de conduta muito rígidas;
  10. Esquecerem-se que muitas vezes ficamos felizes simplesmente com um olá.

Não sou perfeita, cometo algumas destas irregularidades, mas não pretendo impôr a ninguém o que acho certo. Esta é apenas e simplesmente a minha opinião

quarta-feira, 24 de junho de 2009

sexta-feira, 19 de junho de 2009

S. João

Sigam-me até à ponte de S. João em Braga... Eu sou a maluquinha de havaianas e calções no meio das de tacão e roupinha de casamento :p

Braga no seu melhor, ou não!

Como vou eu correr, pular, sentar-me no chão e ficar com a boca cheia de farinha se estiver cheia de não me toques?

domingo, 14 de junho de 2009

domingo, 24 de maio de 2009

Twitter

O Twitter é um site social em que todos vão dizendo o que vão fazendo, em que todos vão vendo o que os outros fazem e em que todos, não sabem bem como, vão ficando viciados.

Comecei a minha aventura por este modesto mundo sem saber exactamente como aquilo funciona, ainda hoje não o sei, e pior que isso é que ainda não percebi o porquê e para quê tanto escrevo por lá. Como pessoa atenta, sigo alguns tweets de pessoas importantes, influentes, daqueles que convém seguir para sabermos como vai o mundo e o país (assim como tal existem os blogs que não podemos deixar de ler), depois sigo pessoas anónimas, muitas delas nem conheço, e alguns conhecidos cuja frequência de tweets me surpreendem por ser quase nula, sigo ainda alguns canais de televisão (rtp, cnn) e alguns jornais (sim, porque hoje em dia ninguém tem tempo de ir ao café ler o jornal, lê-se o blog ou acompanha-se na internet).

E assim vou eu estando atenta ao que se passa no mundo, em Portugal e, apesar de não ser a minha opção futebolística, as eleições no Sporting. Não encontro é nada desta terra de onde vos escrevo, por isso vou postando uma coisa ou outra, dentro das minhas possibilidades e do que vou sabendo.

Tem um contra, um grande e enorme contra, maior dependencia desta maquineta infernal, mas adorável, menos contacto social.

Graças a Deus que eu vejo muito bem e o ecrã da maquineta não ser do tamanho do Magalhães :p

Bons posts e bons tweets!

Humor um tanto para o político!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Galardões a nossa Terra - Braga

15 DE MAIO DE 2009 - XII EDIÇÃO DE GALARDÕES "A NOSSA TERRA" GRANDE AUDITÓRIO DO PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE BRAGA - 21 HORAS

terça-feira, 12 de maio de 2009

A crise segundo Einstein

"Não pretendemos que as coisas mudem se fazemos sempre o mesmo. A crise é a melhor benção que pode acontecer com as pessoas e os países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, as descobertas e as grandes estratégias. Quem supera a crise supera-se a si mesmo sem ficar "superado".Quem atribui à crise os seus fracassos e penúrias, violenta o seu próprio talento e dá mais importância aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é insistirem na esperança de encontrar saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que emerge o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la."

Albert Einstein

sábado, 9 de maio de 2009

terça-feira, 5 de maio de 2009

To do!!

A minha lista das coisas a fazer até ao fim do ano de 2009 é a seguinte:
  1. Visitar uma destas cidades: Londres (já lá estive mas só de passagem), Paris, Barcelona(estive lá durante 5 dias, não deu para ver tudo mas adorei) ou Roma;
  2. Actualizar o blog pelo menos 2 vezes por semana (existem semanas em que escrevo todos os dias depois fico tempos e tempos sem cá vir);
  3. Sair de casa da mamã;
  4. Perder 4 quilos e manter o peso depois (difícil...);
  5. Deixar de ser tão pessimista;
  6. Mudar de emprego, para algo melhor pois claro;
  7. Ver mais vezes os meus amigos;
  8. Começar a difundir a minha disponibilidade gastronómica (talvez mesmo aqui no Blog);
  9. Escrever o livro há tanto tempo esperado;
  10. Simplesmente , ser eu!

Para já serão estas mas depois eu vou actualizando. Mais tarde criarei a lista de coisas a concretizara longo prazo, esta deve ser mais pensada e ponderada que a actual e sempre passível de reajustamentos. Uma pedra no caminho não nos faz mudar de destino, apenas nos obriga a descobrir como contornar o obstáculo.

Aguardem por novidades!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

3 destinos uma escolha para já!

Londres
Barcelona
Paris

Que um dia todos nós sejamos um pouco melhor!!!

Ando a tentar mudar-me, ando a tentar girar em torno de algo diferente... Amanhã irei com calma e com vontade, sem medo de seguir em frente... Já chega de ter medo do que o futuro me reserva... e que tal atirar-me de cabeça uma vez na vida?

Comecei a fazer a minha lista, está pequena e com muitas reticências, com um pouco de coragem e vontade chego lá.

Estou a pensar em marcar as minhas férias mas nem sei se poderei gozá-las... se não as gozar agora gozarei noutra altura, não vou no verão, irei no inverno...

domingo, 3 de maio de 2009

2 de maio

Ontem foi o baptizado do filho de uma das minhas melhores amigas. A vida passa, os anos voam e eu parece que continuo sempre no mesmo ponto...

Quantos dos que me rodeiam já criaram um vida própria, algo de novo, perseguem objectivos e eu aqui contínuo sem saber para onde nem para quê! Não lhes tenho inveja, estou feliz por elas, sei que têm os seus problemas, as suas batalhas, as suas quedas mas no todo são felizes.

Eu às vezes acho que sou, outros dias acho que não, ultimamente tenho me sentido pessimamente, não sei para onde vou, o que quero e o que persigo!

As recaídas são umas coisas más e eu sinto que me encontro numa e não tenho bengala para me apoiar. Tenho que ir buscar a minha força e não sei onde ela estará dentro de mim. Sinto-me fraca mas a querer voltar a cima. Eu já não sei quem sou.

Labor day photos

No meu dia do trabalhador dei um salto até à praia. Depois de uma semana com frio, chuva, stress e complicações no trabalho soube bem passar umas horinhas sem fazer nenhum, apenas a relaxar...

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Alexandre

Há três semanas atrás recebo uma notícia de uma forma pouco ortodoxa: " O Alexandre está muito mal. Dá-me o número do Ricardo!", isto por sms, acabada de sair do ginásio com a cabeça leve e liberta de preocupações. Foi como uma bomba! Como é lógico não lhe respondi, peguei no telemóvel e tratei de saber o que se passava... Às vezes é difícil imaginar que certas coisas acontecem mas pelos vistos... Elas andam por aí! Uma infecção urinária que não foi tratada alastrou-se pelo corpo (até aqui não há novidade, acontece quando certas infecções não são tratadas...), o grande problema é que não foi uma coisinha, quando a coisa se descobre já está em estado avançadissimo, nome da doença "Sepsis", doença que mata 2 em cada 5 pessoas que entram nos Cuidados intensivos com o problema... Choque, inacreditável, como se chega a este estado por causa de uma infecçãosinha? Não sei...
Durante duas semanas o Alexandre esteve em coma, mesmo em coma com dores, os médicos não davam esperança, já foram preparando para o pior... Mas houve quem não perdesse a esperança, quem ao longo do caminho e acreditando sempre, um pouco de força, um pouco de fé e tudo pode acontecer (acredito em milagres, acredito em coisas inexplicáveis), não fui a única, fomos muitos e muitos dá muita força e muita alegria... E qual não é a surpresa, o espanto e o milagre? O Alexandre melhora, abre os olhos, a nível neurológico não há lesões, os rins começam a funcionar (deixa a diálise) e as coisas melhoram. O Alexandre fora de perigo!!!!!!!!!!!!!!

O Alexandre é alguém que apesar de todas as coisas que lhe aconteceram na vida sempre mantém a alegria de viver, está sempre atento e interessado, procura ver sempre o lado positivo e afastou-se quando as coisas lhe faziam mal e não as conseguiu mudar. Enfrenta tudo com coragem mas sabe retirar-se quando chega a hora, quando é vencido ou venceu. Neste momento está a vencer e não se vai retirar, não que não chegou a hora, deixem-me ser egoísta e pedir o meu amigo mais uns anos connosco, pedi e fui ouvida. Força para ultrapassar tudo é o que eu peço para ele. Força a todos nós para o podermos ajudar é o que peço para nós.

O Alexandre é um grande amigo, uma força, alguém por quem vale a pena pedir. Domigo cumpro a minha promessa e domingo mostro-vos as fotos da minha linda cidade a acordar.

Por ti, Alexandre, vale a pena acreditar :)

Decisões que podem ficar ou não

No outro dia estava eu a ler um blog (blog interessante do ponto de vista doméstico... :o) e deparo-me com algo engraçado e que tem o seu sentido: lista de 101 coisas a fazer em 1001 dias. Existe um sem número de coisas que eu adoraria fazer, algumas realizáveis, outras meras ilusões. Uma das decisões da autora era escrever um diário para a filha (eu não tenho filhos), gostaria eu de escrever um diário, não para um filho mas para ninguém em particular e todos ao mesmo tempo, foi com esse intuito que criei este blog. Com ele posso escrever, quem quiser lê, quem quiser não lê, mas também não dei o endereço a ninguém :p Vou criar a minha lista de decisões, a minha lista do "to do", criar algo realizável e cumprir, não me deixar ficar, não dizer que não há tempo, que não há paciência!! Tenho este fim-de-semana para a criar e publicar. Toca a pensar!!

sábado, 18 de abril de 2009

Feira do Livro - Braga

De 18 de Abril a 3 de Maio 2009
Dias utéis das 17:00 às 23:00
Véspera de fim-de-semana e feriados das 17:00 às 24:00
Fins-de-semana e feriados das 15:00 às 24:00
Dia 3 de Maio das 15:00 às 20:00

sexta-feira, 10 de abril de 2009

sábado, 7 de março de 2009

Qualidades

  1. ...
  2. ...
  3. ...

Not found!

É triste mas real...

Os meus defeitos

  1. Orgulhosa
  2. Pessimista
  3. Negativa
  4. Teimosa
  5. Egocêntrica
  6. Não sei ouvir
  7. Fechada
  8. Resmungona
  9. Controladora
  10. Chata

E aqui apenas estão 10... Quantos mais tenho eu? Bastantes...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Fantasmas

Todos temos os nossos fantasmas, algo que não queremos recordar, algo de mau que fizemos, uma escolha errada, caminho mal seguido, uma falta de coragem no momento certo, um relacionamento que podia ter sido melhor, momentos em que poderíamos ter sido bem melhores, palavras mal ditas, palavras não ditas, palavras escritas e palavras perdidas.
Os meus fantasmas estão escondidos, bem escondidos no fundo de mim, alguns conhecem uns, outros os outros conhecem, mas nem todos conhecem todos, essa regalia foi deixada a mim. Todos os dias acordo e esforço-me por não ser o que fui, quando fui o que não queria ser, por não dizer o que disse, quando não o devia ter dito, por falar o que deve ser falado na altura em que deverá ser falado, tento esquecer os fantasmas mas com eles bem presentes, afinal foram eles que me ensinaram que tanto pode ser feito, tanto pode ser dito e nada significar e depois surgir um único olhar que diz tudo, uma palavra que fere mais que mil punhais, um acto que muda tudo o que nos rodeia.
Eu tenho os meus fantasmas, identifiquei-os, rotulei-os, pu-los em frascos e, de cada vez que me sinto a fraquejar, disponho-os em fila à minha frente, abro-os com cuidado e relembro o que me fizeram feliz, o que me fizeram triste, o que provocaram e, principalmente, o que pode ser feito hoje para os deixar cada vez mais longe para que o caminho continue o mais limpo possível.
Fantasmas da minha vida, vidas passadas, momentos recordados, agradeço-vos o que foi, o que é e o que virá, não me entristece abrir frascos, não me provoca receio relembrar os erros, apenas me mete medo quem não tem fantasmas, quem não os tem não errou, não sofreu, não fez sofrer, não viveu...
Fantasmas guardados, fantasmas de vida!!

Red Auerbach

"Toda a gente diz que tens que jogar com os teus cinco melhores jogadores, mas eu descobri que se ganha com os cinco que encaixam melhor uns nos outros."

Informação até que ponto?!

Ontem, muito descansadinha da minha vida, num dos raros momentos em que me é possível tentar desfrutar da actualidade, encontrava-me eu sentada a ver e ouvir, mais ouvir que ver, o telejornal de um dos canais descodificados, portanto grátis ou quase (o que me leva a crer que grande parte dos portugueses vêem ou tem acesso), quando se me deparo com esta frase:
"Diariamente custam ao estado 5.000,00€ mensais"
Agora digam-me algo que eu tente perceber, se é diariamente porquê os mensais no fim, se 5.000 mensais já me assustam imaginem como fiquei quando o meu lento, mas eficaz pensamento, assimilou 5.000 diários? Graças a Deus que a choque dos diários passou apenas para o susto dos diários. É certo que o dinheiro em si até é aplicado numa quase boa causa, algo com reabilitação de jovens delinquentes ou do género (perdoem-me não conseguir dar grandes informações sobre o assunto mas varreu-se-me da memória a médio prazo), mas quem ouvisse, com ouvidos de ouvir como diz a minha mãezinha, ficou sem perceber.
Esta caiu-me bem lá no fundo, mas quantas mais acontecem por parte das pessoas que deveriam dar informação correcta, clara, concisa e no bom português? Vamos começar a enumera-las e efectuar uma listagem diária, perdão mensal, já não sei ao certo, e no fim uma estatística com as que acontecem mais frequentemente, qual o canal com mais erros e o com menos erros (sim porque nenhum deles é isento neste assunto).
Querem diminuir o analfabetismo e a percentagem de pessoas com fraca escolaridade, mas e a iliteracia quem a combate? Quem nos faz perceber que x+x podem ser a, b, c,..., e por aí, várias opções, várias consequências...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

24 Fevereiro 2009

24 de fevereiro de 2009 não é um dia como os outros, também não o é por este ano ser dia de Carnaval, o dia que antecede a quarta-feira de cinza, o jejum, a quaresma... Não, este dia é especial na medida em que o são todos dias 24 de fevereiro de há 53 anos para cá. Hoje é dia de aniversário da minha mãe, aquela que nos criou com imenso sacrifício, aquela que diz que nunca quer nada de presente mas que ficaria completamente desolada se não tivesse a família à sua volta. Aquela que a ausência de duas das filhas deixa triste, apesar de ter a alegria dos netos, das outras filhas e dos amigos.
Hoje, mais do que nunca, juntamos os que nos são queridos, uma ausência ou outra existirão sempre e serão sempre notadas, queremos que tudo corra bem e rimo-nos. Hoje dia de alegria nada pode correr mal. Hoje para ti tudo deverá ser perfeito.
O barulho das crianças lembrar-te-á sempre quando eramos crianças e eramos as tuas meninas. Hoje crescemos e somos as tuas mulherzinhas. Ontem protegias-nos, hoje somos nós que te queremos proteger.
Mãe do nosso coração, Zuzu do nosso pensamento, Amor sempre presente. Valor para toda a eternidade!!

Antigo Provérbio Japonês

Para ter a ideia de um movimento, há que fazê-lo mil vezes. Para conhecê-lo, há que repeti-lo dez mil vezes. E para o possuir, há que o realizar cem mil vezes.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

207 anos atrás!

«Acredito que as instituições bancárias são mais perigosas para as nossas liberdades do que o levantamento de exércitos. Se o povo Americano alguma vez permitir que bancos privados controlem a emissão da sua moeda, primeiro pela inflação, e depois pela deflação, os bancos e as empresas que crescerão à roda dos bancos despojarão o povo de toda a propriedade até os seus filhos acordarem sem abrigo no continente que os seus pais conquistaram.»
Thomas Jefferson, 1802

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

E esta hem?

Reeleição inúmeras vezes... Bem vindos à ditadura moderna :p

Onde está?!

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009